Fintech chegou e inovou os serviços financeiros, entenda o que ela é.

O termo fintech tem ganhado crescente popularidade, porém, você compreende verdadeiramente o que significa uma fintech? O termo nasceu da junção das palavras financial technology — ou tecnologia financeira, em português. Ele é usado para se referir a startups ou empresas que desenvolvem produtos financeiros totalmente digitais.

Anúncios

Falando assim, as fintechs até parecem ser algo distante da nossa realidade, mas você conhece empresas como Nubank, PicPay, Pagseguro e Banco Inter? Todas elas se encaixam nessa modalidade. Se você gostaria de entender melhor como funcionam as fintechs, continue a leitura!

Anúncios

O que é uma fintech?

Embora o nome seja diferente, as fintechs já estão bastante disseminadas pelo Brasil. Estamos falando de jovens empresas focadas em produtos financeiros desenvolvidos para o ambiente digital. 

Frequentemente, as fintechs disponibilizam serviços como contas digitais, cartões de crédito, empréstimos, seguros, cartões de débito e outros. Seu grande diferencial, comparado às instituições financeiras tradicionais, é o uso da tecnologia. 

Em diversos cenários, as fintechs nem mesmo possuem uma estrutura de atendimento presencial, já que todas as transações são tratadas por meio de websites e aplicativos móveis, simplificando as operações de crédito e tornando o acesso mais conveniente.

Em 2020, já foram mapeadas e verificadas mais de 740 fintechs no Brasil. Todas elas surgem, principalmente, como uma forma de redesenhar a área de serviços financeiros e romper com os entraves burocráticos do mercado tradicional.

Principais vantagens 

O uso da tecnologia para oferecer soluções financeiras é o principal diferencial das fintechs e, com isso, o usuário acaba tendo à disposição muitas outras vantagens, como:

Menos burocracia: em vez de enfrentar fila no banco e levar diversas cópias de documento, você pode abrir uma conta digital em segundos, direto da sofá da sua sala.

Preços atrativos: muitas fintechs desenvolvem produtos inéditos com baixíssimo custo de aquisição e, às vezes, até sem custos, como é o caso de diversos cartões de crédito. Uma das razões é que elas economizam muito dinheiro por não contarem com grandes estruturas físicas.

Plataformas intuitivas: os sites e aplicativos costumam ser bastante intuitivos, o que facilita o acesso a qualquer serviço e, principalmente, ao suporte. Você consegue tirar dúvidas e contestar faturas, por exemplo, em poucos minutos e de forma online.

Qual é a diferença entre fintech e startup?

Startups são empresas ainda em estágio inicial, que nascem com o propósito de serem inovadoras e são fortemente marcadas pelo uso da tecnologia como forma de desburocratizar processos. São empresas que ainda não apresentaram lucro, mas têm forte potencial de crescimento.

No entanto, as startups não precisam, necessariamente, fazer parte do setor financeiro, como acontece com as fintechs. Startups podem atuar em segmentos diversos, como entretenimento, tecnologia, alimentação, vestuário, ou qualquer outro.

Dessa forma, é possível dizer que fintechs também podem ser startups no início, mas nem todas as startups são fintechs. 

Fintechs são confiáveis?

A ideia de ter uma conta bancária digital sem contato presencial com um gerente ou uma agência ainda pode causar insegurança em usuários mais conservadores. No entanto, o uso da tecnologia para facilitar a vida é uma tendência mundial e não teria como deixar as instituições financeiras de fora disso.

É preciso deixar claro que, no Brasil, todo o setor financeiro é vigiado de perto pelo governo, por meio de órgãos reguladores. Todas as empresas que nascem com o intuito de oferecer produtos financeiros são obrigadas a seguirem uma série de normas específicas, incluindo as fintechs.

Um dos órgãos reguladores é o próprio Banco Central. Ele monitora o mercado e as atividades do setor financeiro no Brasil. Se você quiser saber se uma fintech é realmente verdadeira, é possível fazer uma consulta no banco de dados do Banco Central, através desse link. Basta digitar o nome da empresa ou CNPJ no campo de buscas.

E então? Deu para entender o que é uma fintech? De forma resumida, essas são empresas que oferecem serviços financeiros de forma prática e fácil, utilizando-se da tecnologia para eliminar burocracias desnecessárias. Conhecer melhor as fintechs é, portanto, um passo importante para encontrar alternativas melhores para os serviços tradicionais dos bancos.

Agora, que tal ler nosso artigo sobre as diferenças entre os bancos digitais e os físicos? Veja!