Conta corrente: melhor opção Banco Físico ou Banco Digital?

Uma crescente onda no mercado financeiro se mostra uma nova opção para quem busca praticidade na hora de abrir ou movimentar a conta corrente: as fintechs ou bancos digitais.

Anúncios

As fintechs são empresas com baixo custo operacional, diferente das tradicionais instituições financeiras que que contam com agências físicas e um grande contingente de funcionários.

O avanço da tecnologia e sistemas de informação cada vez mais eficientes tem motivado essas pequenas startups a desenvolver novos modelos de negócios. Dentro desse cenário de crescimento, os bancos tradicionais buscam alternativas para reinventar seu processo organizacional, a fim de conter a evasão de seus correntistas.

Conta corrente – Banco Físico

Anúncios

Empréstimos pessoais, títulos de capitalização, previdência privada, cartões de crédito, financiamento de imóveis e carros, são alguns dos serviços oferecidos que cobram dos correntistas uma tarifa mensal e juros sobre os serviços contratados.

Banco Santander, Bradesco, Itaú Unibanco e Banco do Brasil estão entre os maiores bancos do país, juntos, lucraram, R$81,509 bilhões no ano passado. Informação fornecida pela empresa especializada no fornecimento de dados financeiros a Economatica.

Conta corrente Banco Digital

Os bancos digitais substituem as agências físicas por aplicações e sites na internet, que vem a facilitar o trabalho dos envolvidos, especialmente os clientes. Os quatro melhores bancos digitais são:

Banco Pan

É muito fácil abrir sua conta no Banco Pan. Nele você garante uma conta sem mensalidade, que não gasta a sua internet, com um cartão de crédito grátis e que ainda pode ter dar mais crédito já na abertura da conta. Um banco totalmente brasileiro, que trás muitos benefícios. Você pode solicitar, de forma gratuita, um cartão de crédito sem anuidade que oferece descontos em lojas, restaurantes , viagens e você ainda faz pagamentos por aproximação. Baixe o aplicativo e veja como é simples abrir a sua conta.

Banco Inter

Com 20 anos de mercado e um grande portfólio de investimentos, o banco Inter está se abrindo para novas perspectivas comerciais e já permite abertura de conta via site ou aplicativo.

BMG Invest Digital

É a plataforma de investimentos do banco BMG, instituição com mais de 85 anos de história.

Atualmente, na era digital, também oferece a possibilidade de abrir conta sem sair de casa, oferecendo os melhores rendimentos, opções de aplicações em Renda Fixa e sem incidência de tarifas ou taxas.

Banco Original

Fundado em março de 2011 a partir da união do Banco JBS e Banco Matone, o banco Original oferece serviços de abertura de conta, cartões de crédito, seguros, investimentos e empréstimos. Tudo online e sem sair de casa.

Nubank

Aberta em 2013 pelo colombiano David Vélez, o americano Edward Wible e a brasileira Cristina Junqueira, é uma fintech que chegou com a proposta do mercado de serviços financeiros com serviços online.

Entre os serviços contemplados estão abertura de conta corrente digital sem tarifa, cartão de crédito (alguns sem anuidade), investimentos, seguros, consórcios, empréstimos, entre outros.

Qual a diferença entre conta corrente Banco Físico e Banco Digital?

O que distingue os bancos tradicionais dos bancos digitais é a conveniência de gerenciar suas finanças utilizando ferramentas online, eliminando a necessidade de longas filas e lidar com a burocracia típica dos bancos físicos.

Através de um smartphone, tablet ou site, a qualquer hora e de qualquer lugar, fica muito mais fácil realizar transações.

Atualmente, os usuários de bancos digitais têm a capacidade de realizar operações em suas contas, efetuar pagamentos, transferências por meio de DOC ou TED, investir dinheiro e desfrutar de uma variedade de outros benefícios e serviços.

A segurança é garantida, pois os bancos têm diversos sistemas de criptografia para proteger os dados e o dinheiro dos seus usuários. Os bancos digitais se beneficiam dessa facilidade para desenvolver seus apps e oferecer a mesma comodidade aos seus clientes com taxas reduzidas ou até mesmo isentas.

A único problema fica por conta do suporte. Por mais que existam linhas de contato com centrais atendimento, ainda assim trata-se de um serviço digital, ou seja, estão sujeitas as intercorrências do sinal da internet, de ambos os lados.

O serviço do Procon tem recebido reclamações de clientes que alegam problemas na conexão, nos aplicativos ou suporte técnico via central de atendimento.

Já no banco físico esse problema “não existe” porque as instituições possuem agências por todos os estados, cidades e bairros do país, com um suporte físico de um funcionário que poderá resolver as questões. Além das centrais de atendimento.

Os bancos físicos também possuem funcionários capacitados para tirar dúvidas e orientar os clientes para os melhores investimentos, avaliando pessoalmente aquilo que se encaixa no perfil de cada um.

Ainda é muito cedo para dizer que os bancos digitais chegaram para substituir os bancos físicos. Como vimos ao longo de todo artigo ambos têm características similares, mas acentuadas diferenças na taxação e atendimento. O que deixa a disputa mais acirrada em busca do melhor serviço e melhor atendimento.