Qual é o melhor local para guardar dinheiro? Descubra!

Se você poupa ou tem a intenção de começar a poupar, é importante saber que há diferentes maneiras de aplicar e guardar dinheiro. Provavelmente você já conhece a poupança, que é o meio mais utilizado pelos brasileiros. Mas será que ela vale a pena?

Existem alguns fatores que devem ser levados em consideração na hora de organizar suas finanças, como, por exemplo, qual é o objetivo com o dinheiro guardado. É que o local mais adequado varia de acordo com o prazo em que a pessoa quer utilizar o dinheiro.

Anúncios

A gente sabe que pode parecer confuso, mas explicaremos o tema detalhadamente para te ajudar.

Primeiro, para que ter um “lugar” para guardar dinheiro?

Se você já tentou guardar dinheiro, deve ter percebido que não é algo tão simples. E se o dinheiro guardado não for separado daquele que pode ser gasto, fica mais difícil ainda. Por isso, ter um lugar específico é essencial para evitar a tentação de acabar gastando no impulso.

Dessa forma, você consegue se organizar melhor. Uma ótima dica é encarar esse valor da reserva como uma conta. Ou seja, assim que o dinheiro do mês entrar você mesmo já “se paga”. Afinal, se esperar o dinheiro sobrar para guardar, fica quase impossível. 

A gente sabe que guardar dinheiro ganhando pouco é ainda mais difícil, mas existem alguns passos simples que podem ser implementados no dia a dia para poupar. Além disso, não precisa começar guardando muito, o que vale mais é o hábito de começar a poupar.

Como escolher o melhor local para guardar dinheiro?

Para entender o melhor local para deixar seu dinheiro é importante entender se ele é para um objetivo de curto, médio ou longo prazo. Isso é importante porque quanto mais tempo você puder deixar o dinheiro parado, sem mexer, maiores são as chances dele render.

Anúncios

Caso queira poupar para criar uma reserva de emergência, por exemplo, você não vai saber exatamente quando vai precisar do dinheiro. Afinal os imprevistos acontecem o tempo todo. Nesse caso, é preciso escolher uma aplicação com liquidez diária, ou seja, em que é possível fazer o saque a qualquer dia. 

Há diversos investimentos em que não há liquidez diária. Embora eles costumem render mais ao longo do tempo, só são adequados para objetivos a longo prazo, como para aposentadoria ou compra de um imóvel no futuro, por exemplo. Isso porque se você retirar o dinheiro da aplicação antes do tempo estipulado, as chances de sair perdendo são grandes.

Quais as opções mais vantajosas que a poupança?

Levando em consideração que você é novo neste assunto de guardar dinheiro, recomendaremos opções seguras, de baixo risco e com liquidez diária, certo? Você pode estar se questionando: “Por que não manter o meu dinheiro na poupança?”

Embora ela seja a preferida dos brasileiros, a poupança não é a melhor opção porque não rende tanto como outras aplicações, que são tão seguras quanto ela. Em linhas gerais, todo investimento que rende mais de 90% do CDI já é mais interessante do que a poupança. Veja as opções:

Tesouro Direto

É um programa do Tesouro Nacional do Brasil, que permite que os usuários comprem títulos públicos. Ou seja, é como se você estivesse emprestando dinheiro para o governo e receberá os juros por esse empréstimo quando vender seu título.

Por serem de renda fixa, já é possível saber quanto dinheiro  receberá no final do investimento. Ou seja, compra-se um título público e já sabendo que terá de retorno tanto o dinheiro do título, quanto os juros pagos pelo governo. 

O valor mínimo para investimento no Tesouro Direto, em qualquer título, é de R$ 30, já o máximo é de R$ 1 milhão por mês. Esse é um excelente lugar para guardar dinheiro da reserva de emergência porque rende mais do que a poupança, é seguro e pode ser resgatado a qualquer momento. 

CDBs

A pessoa que investe em CDBs (Certificado de Depósito Bancário) também está comprando títulos, mas dos Bancos e não do governo. Acontece como um empréstimo: você compra os títulos da instituição bancária e depois recebe o valor pago mais os juros.

Os CDBs têm datas de vencimento, que podem ser consultados no momento da compra. Embora eles tenham liquidez diária (pode ser sacado a qualquer hora), é importante manter o investimento até a data acordada para garantir o retorno esperado. As datas de vencimentos variam de 3 meses a 5 anos de resgate. Por isso, é uma aplicação interessante para objetivos de curto prazo.

Como você pôde ver, é possível guardar dinheiro em lugares mais estratégicos que a poupança. O primeiro passo é entender qual o objetivo da quantia guardada para escolher o melhor investimento a fazer.

Trends