Como montar uma lanchonete com pouco dinheiro? 

Você pretende montar uma lanchonete com pouco dinheiro? Saiba que é uma tarefa repleta de desafios, porém, perfeitamente possível.

Anúncios

Assim como todo tipo de negócio, o segredo para levantar com pouco dinheiro está em apostar nas estratégias certas, que reduzem as despesas e aumentam as chances de retorno.

Mas, se você está um pouco perdido (a) nessa missão, não se preocupe, pois o material de hoje foi elaborado com as melhores dicas para te ajudar. Continue a leitura para conferir!

É possível montar uma lanchonete com pouco dinheiro?

Especialmente para quem nunca teve um negócio antes, a ideia de montar uma lanchonete com pouco dinheiro parece um baita desafio.

E, não podemos nos enganar, realmente o dinheiro faz uma grande diferença na criação de um negócio, especialmente quando este será erguido do zero.

Mas, por outro lado devemos nos lembrar do número gigantesco de negócios de sucesso que surgiram a partir de uma ideia criativa e muita determinação, já que o saldo em caixa era baixo.

Anúncios

Por isso, se você está desanimado (a), pensando ser muito difícil apostar em um negócio com pouco dinheiro, saiba que a missão é trabalhosa, mas, certamente não é impossível.

Usando as estratégias certas você consegue começar o seu negócio com boas chances de retorno e com despesas reduzidas, o que já ajuda bastante.

5 dicas para montar uma lanchonete com pouco dinheiro

Quando procuramos dicas para montar uma lanchonete com pouco dinheiro a primeira coisa que muitos nos dirão é: aposte numa franquia.

E, de fato essa pode ser uma boa ideia para quem busca redução de custos, já que os nichos relevância de mercado, marca e modelo de negócios já estão devidamente ajustados. 

Mas, devemos lembrar que a maior parte das pessoas que fazem essa pesquisa não consideram R$ 60 mil pouco dinheiro (e este é o valor básico para adquirir uma franquia).

Na maioria dos casos, aqueles que pesquisam são microempreendedores, que desejam lançar um negócio por meio de investimento próprio.

Por isso, apostar numa franquia não é nem de longe uma opção viável. Então, hoje conversaremos sobre a elaboração de um negócio próprio, do zero.

Veja a seguir 5 dicas importantes para criar a sua lanchonete com redução de despesas e maiores garantias de retorno. 

1. Elabore um cardápio curinga e certeiro 

A elaboração do cardápio é um ponto-chave ao montar uma lanchonete com pouco dinheiro, já que investir em um estoque com muitas opções requer um investimento maior.

Por isso, aposte num cardápio com opções com boa saída no mercado, e que te permitam elaborar mais de um tipo de lanche com os mesmos ingredientes.

Por exemplo, suponhamos que você vá abrir uma hamburgueria. Você pode ter no cardápio um x-bacon e um x-salada, pois a base dos dois lanches é a mesma: pão, hamburguer, molho e queijo.

Perceba que neste exemplo, caso o x-bacon saia menos do que o x-salada, você não terá tanto prejuízo, já que os ingredientes podem ser usados no lanche que está saindo.

Partindo dessa ideia, você pode criar diversos lanches com a mesma base, com apenas alguns ingredientes como diferenciais, como ovo, tipo de queijo, cebola caramelizada, molhos, etc.

Dessa forma será muito mais fácil montar um estoque pequeno e que realmente funcione para o seu negócio, além de reduzir as chances de prejuízo, caso alguma opção “encalhe”.

2. Priorize o delivery 

Se você pretende montar uma lanchonete com pouco dinheiro, deve saber que o delivery será a melhor opção, ao menos na fase inicial do negócio.

Isso porque, ao abrir uma lanchonete para delivery você não precisa se preocupar com alguns custos, como:

  • Mobiliário para refeição no local;
  • Limpeza frequente em virtude do fluxo de clientes;
  • Estilização da loja;
  • Atendente para levar pedidos até as mesas;
  • Aluguel de espaço que comporte público;
  • Entre outros custos.

Em uma lanchonete para delivery você precisa se preocupar basicamente com a cozinha, as embalagens e um bom sistema de recebimento e entrega de pedidos, o que é bem mais simples.

Por isso, se for possível e viável para a sua região, priorize este tipo de pedido na fase inicial da sua loja.

++Aplicativos para pequenos negócios: 14 ferramentas essenciais – Contas Digitais

3. Aposte em embalagens de boa qualidade 

Montar uma lanchonete com pouco dinheiro é possível, mas, o seu cliente jamais deve perceber o baixo investimento.

Isso porque, esse tipo de imagem pode prejudicar a confiabilidade da sua marca, o que dificulta o levantamento do negócio no mercado.

Por isso, aposte numa comunicação adequada, e entregue produtos e embalagens de qualidade para os seus clientes, a fim de passar a melhor imagem possível.

Boas embalagens custam um pouco mais caro, mas, oferecem mais segurança, além de ajudarem na construção de uma primeira impressão positiva da sua marca.

Se possível, invista em identidade visual, pois isso te ajudará a conseguir espaço no mercado da sua região.

4. Encontre bons fornecedores 

Um dos maiores segredos para montar uma lanchonete com pouco dinheiro está nos fornecedores, já que você não pode lidar com variações de preços frequentes para a compra de insumos.

Lanchonetes que vivem com itens do cardápio em falta não passam uma boa impressão. E, se você pretende seguir a linha da primeira dica, qualquer item faltante no estoque pode desfalcar o cardápio inteiro.

Por isso, localize bons fornecedores que garantem preços vantajosos e regularidade na disponibilidade de produtos.

Assim, você poderá reabastecer o seu estoque com frequência e manter a sua lanchonete funcionando sem prejuízos causados por aumentos inesperados.

5. Se atente aos prazos de recebimento das vendas

Se você pretende montar uma lanchonete com pouco dinheiro deve saber que boa parte dos negócios acaba tendo problemas no início em virtude dos prazos de recebimento das vendas.

Isso porque, se você não possui muito dinheiro em caixa, não pode ficar 30 dias esperando para receber o valor das vendas em conta, afinal de contas, como poderá comprar novos itens para o estoque?

Em geral, plataformas como Ifood e Rappi costumam trabalhar com esse sistema de pagamentos mensais, o que pode não funcionar na fase inicial da loja.

Mas, caso queira aceitar cartão de crédito, muitas maquininhas também possuem um prazo maior para depósito desses valores.

Por isso, atente-se a isso e escolha canais de vendas e métodos de pagamento que te permitam receber os valores das vendas num prazo mais curto.

Assim, você sempre terá dinheiro para manter a sua lanchonete ativa, o que te oferecerá maiores chances de crescimento.

Leia também: Conta digital PJ: opções para você comparar – Contas Digitais.