É possível conseguir empréstimo na Caixa com nome sujo?

Quem tem nome sujo sabe da dificuldade que existe na hora de obter qualquer tipo de benefício ou serviço e, um deles é o crédito. Mas você sabia que é possível solicitar um empréstimo na Caixa?

Anúncios

Sim, é possível pegar empréstimo com o nome sujo na Caixa. Mas antes de falar sobre isso, é importante que você saiba que essa restrição para conseguir empréstimo com o nome sujo. Isso acontece porque a maioria das instituições financeiras consultam o Cadastro de Pessoa Física (CPF) do solicitante junto aos órgãos de proteção ao crédito, como o SPC e Serasa.

O objetivo é assegurar que o contratante é considerado um “bom pagador”, com histórico apresentável no Cadastro Positivo. Diferente do que muitos pensam, solicitar um empréstimo não deve ser visto como uma dívida, pelo menos, não se as parcelas forem pagas em dia.

Empréstimo na Caixa é uma forma de ajudar os brasileiros negativados

Mesmo que o indivíduo tenha inadimplência em seu histórico de crédito, ele ainda tem a possibilidade de requisitar um empréstimo, uma ação que pode ser útil para quitar dívidas e regularizar sua situação financeira de uma só vez. Isso porque após o pagamento do valor pendente, o titular deve ter o nome retirado dos órgãos de proteção de crédito dentro do prazo de cinco dias úteis.

Vale destacar ainda que este cenário de inadimplência já é uma realidade presente na vida de grande parte dos brasileiros mesmo antes da chegada da pandemia da Covid-19. A situação foi agravada com a atual crise econômica, resultando na negativação do nome de 60 milhões de brasileiros, ou seja, 30% da população do país.

Por conta dessa realidade, a Caixa Econômica tem disponibilizado uma linha de crédito para os cidadãos que estejam com o CPF negativado.

Anúncios

A oferta da Caixa corresponde à disponibilização de cartão de crédito e empréstimo pessoal sem consulta aos órgãos de proteção de crédito. Além das opções de empréstimo consignado disponíveis para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS),

Outro fator positivo é a de contar com um processo menos burocrático, junto a taxas de juros reduzidas mediante o Crediário Caixa, uma das linhas disponibilizadas pela instituição e com o acesso mais fácil.

E essa modalidade requer o pagamento de parcelas mensais, que pode ser efetuado por meio de boleto bancário emitido no momento da contratação. E também há a alternativa de débito automático para os correntistas da Caixa Econômica.

Saiba como solicitar empréstimo na Caixa mesmo com o nome sujo

Está precisando de um crédito e não consegue? A Caixa Econômica pode ser uma opção para você. Confira como solicitar abaixo!

Defina a linha de crédito mais viável para você

Procure uma agência da Caixa Econômica e escolha a modalidade de crédito que seja mais viável para as suas necessidades. Depois será necessário apresentar toda a documentação solicitada, como por exemplo:

  • CPF e RG;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda;
  • Documentos adicionais, se você não puder fornecer comprovação de sua renda..

Espere pela análise do pedido

Enviou todos documentos solicitados pela Caixa? Agora é necessário aguardar para que a instituição financeira analise todos os dados e apresente um parecer, seja ele favorável ou não.

Lembre-se que para solicitar o empréstimo é preciso se enquadrar nos seguintes requisitos:

  • Ser maior de 18 anos ou emancipado;
  • Estar ausente de registros em bancos de dados de devedores, como CADIN, SERASA, SINAD e SPC;
  • Comprovar capacidade de pagamento.

Fique atento aos prazos de pagamento

Quando o empréstimo for aprovado, você deverá ir até a agência para assinar o contrato e obter a quantia desejada. Nesse momento, você também receberá os boletos correspondentes às parcelas a serem quitadas, sendo crucial prestar atenção aos prazos de pagamento, a fim de evitar a acumulação de dívidas adicionais.

Como você viu, é possível pedir um empréstimo na Caixa mesmo com o nome. Basta seguir o passo a passo descrito acima e aguardar uma resposta. Além da Caixa, existem diversas outras credoras disponíveis no mercado.