Bolsa Família: a garantia de sustento para a sua família

O Bolsa Família é um dos programas mais importantes no que diz respeito à assistência social brasileira.

Anúncios

Isso porque, por meio dele, milhões de famílias têm acesso ao benefício mínimo de R$ 600,00.

Esse valor auxilia na garantia de alimentação, educação e demais acessos importantes.

Mas, quem tem direito ao auxílio? Como funciona a solicitação? Existem adicionais?

Veremos tudo isso a seguir, portanto, para saber mais sobre o assunto, basta continuar sua leitura! 

Quem tem direito a receber o Bolsa Família?

O Bolsa Família faz parte dos programas sociais para garantia de renda mínima às famílias em situação de vulnerabilidade financeira.

Anúncios

Por esse motivo, o benefício se destina às famílias de baixa renda, com renda per capita de até R$ 218,00.

Isso significa que, considerando a renda familiar total, quando dividida pelo número de integrantes, o valor deve ficar abaixo de 218.

Além disso, é crucial que a família esteja inscrita no CadÚnico, e este cadastro deve estar atualizado.

Então, não são muitos requisitos, o que facilita o acesso às famílias que necessitam de auxílio.

Confira os adicionais do benefício

O valor regular do Bolsa Família é de R$ 600,00, sendo este o valor mínimo a ser recebido pelas famílias beneficiadas.

Mas, a boa notícia é que o programa prevê alguns adicionais, destinados a crianças, adolescentes e gestantes.

Estes adicionais pagam valores extras por cada integrante especificado abaixo:

  • Crianças de 0 a 6 anos: R$ 150,00;
  • Crianças e adolescentes de 7 a 18 anos: R$ 50,00;
  • Gestantes: R$ 50,00.

Então, caso a sua família tenha algum integrante que se enquadre nos exemplos acima, o seu benefício pode ter adicionais.

Para receber os adicionais, basta manter os dados dos integrantes atualizados no CadÚnico.

Saiba como solicitar 

A solicitação do Bolsa Família é bem simples, já que tudo ocorre por meio do Cadastro Único.

Portanto, é crucial que você agende horário no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da sua região para fazer o cadastro.

Apresente os documentos e informações solicitadas para a classificação de renda.

Isso feito, basta aguardar pela inclusão automática do sistema no programa.

Esse procedimento pode levar até 30 dias, e após a inclusão, sua família se tornará beneficiária.

Isso é crucial para garantir a renda mínima, tão necessária para a dignidade e evolução da sua família!

SAIBA MAIS SOBRE O BOLSA FAMÍLIA
Confira demais informações do benefício
CONTINUAR